Após grandes torneios e uma lista cheia de favoritos que se tornaram campeões, o próximo major em Atlanta, ainda este mês, será o primeiro sem uma equipe com chances claras de vitória.

As 16 equipes integrantes deste major estão muito equilibradas e o formato de disputa, no sistema suíço, aproxima ainda mais as coisas. Apenas Astralis vem se despontando no cenário, mas nada muito relevante. Outras, em certa decadência, ainda tentam recuperar a melhor forma, mas a verdade é que apostar as skins em alguma equipe é loucura neste momento.

Essa paridade é reafirmada pela forte variação de campeões dos últimos torneios, com quase 10 em 10 eventos diferentes, algo até então inédito. São tantos vitoriosos que faltaram vagas para o major em questão, Cloud9, Immortals e Ninjas in Pyjamas bem que tentaram mas tropeçaram durante os qualificatórios. O NiP, principalmente, cinco vezes finalistas e campeões em Colônia no ano de 2014, fizeram uma campanha pífia, perdendo para HellRaisers, Optic e Vega Squadron, sendo eliminados na quarta rodada.

Não existe fórmula mágica, se reinventa ou está fora. Fnatic que o diga, a equipe mais vitoriosa do CS:GO se desfez e ainda não conseguiu voltar ao mesmo nível, talvez nem conseguirá. Foram tantos recordes quebrados e uma sequência invencível em finais que será difícil alcançá-los. A melhor chance está nas mãos dos brasileiros, que na busca da terceira taça, pode igualá-los.

Ainda que atual campeã, SK Gaming é taxa como uma incógnita, com a recente mudança entre FNX e FOX, a equipe tenta se moldar ao novo estilo de jogo. Algumas adaptações foram feitas no lado terrorista para a entrada do tuga, e a função de lurker, antes exercida magistralmente por Fenix parece ser assumida por Cold, que por sua vez deve passar o papel de suporte ao mesmo Fox.

A Eleague vem com tudo e após duas grandes Seasons no ano passado, terá a honra de transmitir o que deve ser o maior major de todos. As premiações, sempre milionárias abrilhantam ainda mais o espetáculo, são 500 mil dólares para o primeiro, melhor que isso, a taça inédita em Atlanta e o trono de atual campeão é o maior título que se pode alcançar dentro do CS:GO. Para tanto, as demais sete vagas garantem a tag de legend com no mínimo 35 mil dólares na conta, além da oportunidade de jogar o próximo major.

Será sem dúvida um evento gigantesco, o novo formato de disputa e o nivelamento atingido pelas equipes apimentará a competição como nenhuma outra. O jeito é esperar os próximos dias e ficar ligado no que é para ser a melhor semana de CS:GO, pelo menos neste primeiro semestre de 2017.