O próximo major de CS:GO acontece em janeiro de 2017 e por conta disso grandes equipes do cenário mundial não relaxarão nesse final de ano. Um show à parte, o classificatório para o torneio, conta com equipes poderosas e que farão de tudo para conquistar a vaga no primeiro torneio major do ano.

Poucas vezes se viu um classificatório com tantas equipes de primeiro nível. Se formos analisar brevemente, pelo menos nove equipes são favoritas a levar as oito vagas. Sim, vai ficar gente boa pelo caminho.

As Favoritas

alt

EnVyUs, dignitas, Immortals, FaZe, Cloud 9, NiP, mousesports, G2 e GODSENT. Qualquer uma dessas equipes poderiam muito bem estar disputando as finais de um grande torneio, então por conta disso são sim favoritas a uma das vagas. Porém, existem pelo menos outras três equipes que estão num momento formidável, surpreende corriqueiramente ou mesmo tem uma certa tradição em chegar com tudo nos classificatórios.

Optic

alt

Sim, eu deveria ter selecionado a Optic junto das equipes supracitadas, mas ela está aqui nas possíveis surpresas, apenas por ser uma surpresa já tradicional para esse ano. Afinal de contas a equipe norte-americana vem num crescente inimaginável. Recentemente conquistou o título da ELEAGUE Season 2 e chegou na grande final da ECS Season 2 Finals, sendo derrotada pela Astralis. A Optic vem surpreendendo já a muito tempo, desde as finais da ESL Pro League Season 3 que eles se mostram uma equipe bastante sólida e pronta para surpreender a qualquer custo, não será dessa vez que tirarão os pés.

Atualmente na 4ª posição do ranking mundial, a equipe se beneficiou e muito com a entrada de Tarik “tarik” Celik, além do bom momento de Will “RUSH” Wierzba e sem falar do espanhol Óscar “mixwell” Cañellas que é surpreendentemente um dos melhores jogadores de AWP do cenário. É quase que certo que a Optic novamente surpreenda todos aqueles nomes tradicionais acima, e que crave seu nome no próximo major. Apenas assim, trataremos a equipe como uma real postulante a títulos, ao invés de uma grata surpresa recorrente.

TyLoo

alt

Como um acompanhante assíduo do cenário chinês desde seu início no CS:GO, sempre tentei informar a maioria, da força dos times de topo do cenário por lá. O mais cômico disso tudo é que só foram se dar conta de que o cenário chinês, assim como tudo naquele país, está em ascensão, após a TyLoo derrotar a SK Gaming na DreamHack Masters Malmo.

A TyLoo tem novamente a chance de levar pela primeira vez o seu país até um major da categoria e é inegável que isso seria benéfico para o cenário local, assim como foi para o brasileiro na época de Kabum.

O que mais incomoda na equipe chinesa é a inconstância. Logo após o feito na DreamHack, a equipe ainda conseguiu manter certos resultados expressivos, mas perdia alguns derbys locais contra a VG.CyberZen e até mesmo deixava a desejar em torneios internacionais dentro da China. Exemplo disso aconteceu na semana passada durante a WCA, onde a equipe caiu diante da Epsilon, acabando com a probabilidade de fazer uma final chinesa, dentro de um torneio de grande porte no país.

Talvez possamos usar a desculpa de que um torneio tão próximo do classificatório mais importante da história da equipe poderia exibir muito sobre as estratégias, e que chegar com jogadas ainda não usadas poderiam auxiliar o time numa conquista surpreendente de uma vaga no major. Verdade é que, no classificatório para a ESL One Cologne 2016 a equipe bateu na trave, faltando apenas uma única vitória para a classificação, e que dessa vez com total certeza a equipe vem sedenta de vitória.

Atualmente na 21ª posição do ranking mundial, os chineses contam com o sábio e experiente capitão Ke “Mo” Liu, que além de comandar, também é importante peça na formação tática da equipe, já que desempenha papel fundamental com a AWP. A jovem estrela YuLun “fancy1” Cai, também pode ajudar a equipe, já que costuma crescer em momentos inoportunos.

HellRaisers

alt A tradicional e incansável HellRaisers também luta por uma das oito vagas no major da ELEAGUE. Quase se enquadrando nos azarões do torneio a equipe já mostrou de outras vezes que pode surpreender e deixar de fora grandes aspirantes a vaga. Nesse ano, a equipe conquistou o título da ESEA Premier Season 21 Europe, e surpreendeu no minor batendo boas equipes e conseguindo chegar ao classificatório principal. A entrada do húngaro Bence “DeadFox” Böröcz caiu como uma luva para a equipe que vem de bons resultados online.

É difícil afirmar se a HellRaisers pode mesmo surpreender com tantos bons times num classificatório com cara de major, mas por via das dúvidas a listagem vale como prevenção.

Tendo início na quinta-feira (15) o classificatório do major conta com 16 equipes e apenas 8 vagas. Quais são suas apostas?
alt

Confira os horários e tabela do torneio clicando aqui.

Não esqueça de seguir meu trabalho principal clicando aqui.