Muitas vezes relacionamos jogar bem no CS:GO com ter bons periféricos, o que nem sempre é verdade. Apesar dos periféricos ajudarem muito, podemos dizer que a configuração do jogo pode melhorar o desempenho consideravelmente.

É de consenso geral que uma das configurações mais importantes do CS é a sensibilidade, afinal, você deve estar com a mira em dia para jogar em alto nível. Os principais fatores que a influenciam são:

  • Modelo do mouse;
  • Tipo de pegada;
  • Configuração no sensor (DPI/CPI e Hertz);
  • Configuração do Windows;
  • Resolução dentro do jogo.

Abaixo enumerarei cinco dicas para você acertar a mão na hora de escolher sua sensibilidade.


1. Entenda DPI, CPI e Hertz

Antes de começarmos a configuração é importante entendermos as unidades e parâmetros de cada equipamento. Falando sobre mouses, os parâmetros mais conhecidos são:

  • DPI = Dot Per Inch = Ponto por polegadas. Quando mais pontos o mouse encontrar em uma polegada, maior será sua precisão e maior a velocidade do seu ponteiro.

  • CPI = Count Per Inch = Contagem por polegada. Quanto mais polegadas o mouse encontrar por segundo, maior será sua precisão e maior a velocidade do seu ponteiro. Na prática 1 CPI equivale a meio DPI, ou seja, o DPI tem o dobro do valor do CPI. Exemplo: 400 DPI = 800 CPI

  • Hz = Hertz = O hertz é a unidade de medida derivada de frequência, a qual expressa, em termos de ciclos por segundo, a frequência de um evento periódico. No mouse o Hertz representa uma variável de tempo de resposta de seu aparelho, os valores mais comuns são 250, 500 e 1000Hz.

Para essas variáveis recomendo valores de DPI menores que 1000. Sobre a frequência, quanto mais rápido menor a latência, ou seja, se possível, habilite 1000Hz.

Um vídeo interessante sobre esse tema é o do Pink Freud no qual ele elucida alguns aspectos relacionados a sensibilidade. O vídeo é longo ao estilo Pink Freud de ser mas vale a pena ser assistido.


2. Se baseie nos profissionais

Apesar de não ser uma regra fixa, basear suas configurações nos profissionais pode ser um bom caminho a ser trilhado. Para isso, separei este link que conta com mais de 200 jogadores cadastrados com todos seus settings. Procure aquele que você se identifica mais ou aquele que jogue com o mesmo equipamento que você.

Algo interessante a ser observado é que a sensibilidade varia conforme a função do jogador, ou seja, para os AWPs vemos sensibilidades mais altas (favorecendo o flick shot) enquanto os assaults geralmente tem umas mais baixas.


3. Não troque de configuração toda hora - Treine!

Alterar a sensibilidade e resolução com frequência não é a solução para ter uma mira boa e constante. A melhor alternativa neste caso é escolher um setup e manter ele por um bom tempo até acostumar. Para acelerar seu processo de aprendizado recomendo ler este texto onde indiquei diversos estilos de treino individual para garantir uma boa constância dentro do game.

Como o FalleN recomenda neste vídeo abaixo, procure treinar e se adaptar a sua configuração antes de pensar em muda-la. Caso mude, não faça alterações bruscas (ex: trocar sensibilidade de 3.0 pra 1.0), mude de pouco em pouco para sua mente e corpo acostumarem.


Mais dicas como estas você encontra no Portal de Aulas da Games Academy onde temos diversos cursos separados para quem quer mergulhar no mundo do CS:GO. Para saber mais do nosso projeto acesse o portal da Games Academy ou veja as vantagens de se tornar um membro GamersClub Premium.

Se você curtiu este texto não se esqueça de ajudar a divulgá-lo. Estarei no Twitter e no Facebook esperando vocês caso tenham alguma dúvida.

Se você não viu, eu também fiz um texto falando sobre Periféricos Gamers e a Prioridade de Compra que pode ser muito interessante para você e seus amigos, acessa lá!